26 de dez de 2012

Chinelo de dedo

| |


No verão a gente fica
meio lento
E o poema fica assim,
meio frouxo.

0 comentários: